top of page
20230308_132921881_iOS.png

Usina de asfalto

Licenciamento ambiental de
Usina de asfalto

O licenciamento ambiental de usina de asfalto é obrigatório, conforme Resolução COEMA 162/2021. Segue o modelo convencional trifásico, devendo começar pela licença prévia (LP), licença de instalação (LI) e licença de operação (LO), para empreendimentos ou atividades potencialmente poluidoras ou degradadoras do meio ambiente.

O que é uma usina de asfalto?

Uma usina de asfalto é uma instalação especializada na produção em larga escala de asfalto, utilizando processos de dosagem de cimento asfáltico de petróleo e agregados minerais. Este procedimento envolve a secagem e o aquecimento dos materiais, juntamente com a filtragem dos gases liberados. Uma vez concluídas essas etapas, a mistura ligante asfáltica está pronta para ser aplicada.

 

Apesar de suas funções aparentemente básicas, o papel desempenhado por uma usina de asfalto vai muito além da simples transformação de matérias-primas em asfalto. Na realidade, essas instalações desempenham um papel crucial no fortalecimento da indústria da construção civil, oferecendo uma variedade de opções de configuração para atender a diversas demandas e requisitos.

Como funciona a produção de asfalto? 

A produção de asfalto envolve diversos processos essenciais para condicionar o material e controlar sua viscosidade, tornando-o ideal para mistura e compactação. Duas etapas cruciais nesse procedimento são a mistura do ligante-agregado e a compactação do material agregado-ligante. Vamos explorar como uma usina de asfalto realiza esse processo.

Dosagem de Agregados: O primeiro passo na usinagem asfáltica é a dosagem dos agregados. Essa fase visa garantir a mistura adequada da quantidade correta de materiais com o Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP). Essa atividade é crucial para assegurar a qualidade final do asfalto em termos de resistência, durabilidade e compactação. A dosagem é realizada de duas maneiras principais:

  • Pesagem Dinâmica: Usada em usinas móveis com produção contínua, envolve dois silos de recebimento, nos quais os agregados são inseridos. A proporção dos insumos é mantida constante em todos os silos, garantindo a precisão do traço da mistura asfáltica por meio da medição de carga.

  • Peneiramento: Utilizado em usinas de asfalto fixas, esse processo separa os agregados em uma torre, dividindo-os em grãos minúsculos armazenados em compartimentos separados. Essa abordagem elimina riscos de contaminação da mistura, tornando a dosagem mais eficiente.

Mistura dos Agregados com o Ligante Asfáltico: Após a dosagem, secagem e aquecimento dos agregados, eles passam por um processo de mistura com o CAP, também conhecido como ligante asfáltico. Essa mistura é o que eventualmente se transforma no asfalto. Existem duas maneiras principais de realizar essa etapa:

  • Misturador Pug-Mill: Equipado com dois compartimentos de dois eixos com palhetas, esse misturador movimenta as palhetas para misturar os agregados com o CAP. O CAP permanece separado do tambor secador, prolongando a vida útil do asfalto produzido.

  • Misturador Rotativo: Acoplado ao tambor secador, esse equipamento faz com que o CAP entre em contato com temperaturas mais elevadas. Essa é a principal distinção em relação ao misturador pug-mill, onde a mistura ocorre por meio dos giros do equipamento em ambos os casos.

Licenciamento Ambiental 

O licenciamento ambiental de usina de asfalto é obrigatório, conforme Resolução COEMA 162/2021. Segue o modelo convencional trifásico, devendo começar pela licença prévia (LP), licença de instalação (LI) e licença de operação (LO), para empreendimentos ou atividades potencialmente poluidoras ou degradadoras do meio ambiente.

Entre em contato com nossa equipe e solicite orçamento para fazer o licenciamento da sua usina. Realizamos também a renovação de licenças ambientais, que devem ser protocoladas com 120 dias antes do vencimento. Será um prazer cuidar da sua usina.

Conhece o              da CNG?

bottom of page